RSS

PARA PLINIO, SÓ LEI NÃO BASTA

15 set

Plínio diz que lei não será capaz de barrar candidatura de ficha suja

Com Jornal Indústria & Comércio

       O candidato à Presidência, Plínio Sampaio (P-SOL), reconheceu hoje (14) que a lei não pode impedir a candidatura de políticos com ficha suja. “É muito difícil evitar isso. Somos advogados, lidamos com a lei, mas a lei tem limites. Não é possível que a lei consiga impedir esse tipo de situação”, disse ao participar de sabatina na Ordem dos Advogados do Brasil.

Plínio disse acreditar pouco na lei, quando se trata de política. “Acredito em consciência, em opinião pública. Todas as outras coisas terão brechas, que serão utilizadas”, disse. “Os nossos partidos sempre foram condomínios de caciques políticos”, completou dizendo, sem citar nomes, que há “notórios candidatos corruptos circulando por aí”.

Na sabatina, Plínio defendeu, como forma de evitar a corrupção eleitoral, o financiamento público de campanha “e a punição para o candidato que não usar esse sistema”. Para implementar o financiamento público, Plínio sugeriu que os recursos de campanha não sejam enviados diretamente ao candidato, mas ao Tribunal Regional Eleitoral, que administraria os recursos. “Se o assunto ficar entre os políticos, a reforma política não vai sair nunca”, acrescentou.

Na opinião do candidato, os principais problemas do país estão no cerceamento do debate político, no monopólio da mídia, na criminalização dos movimentos sociais e na reforma política.

O candidato ainda lamentou que as denúncias de violação de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB e as acusações de irregularidades envolvendo integrantes da Casa Civil estejam restringindo o debate eleitoral. “Quando os partidos recorrem ao vale tudo, a ideologia e a ética vão para o buraco. Desvia o debate daquilo que o povo brasileiro quer”, disse ao chegar para sabatina na Ordem dos Advogados do Brasil.

O candidato ainda comemorou a repercussão que sua candidatura tem tido em redes sociais, como o Twitter. “O Twitter mostra que o impossível é possível. O Twitter pode dar uma virada. E me deixa alegre que a juventude do meu país está entendendo o que estou dizendo”, afirmou.

Nas considerações finais, Plínio se classificou como um “radical”. “Quem não for radical em relação ao sistema, não deve mesmo votar em mim. E como eu acho que não há muitos radicais, não vou ter muitos votos”, concluiu.

Plínio Sampaio é o segundo candidato à Presidência a participar das sabatinas na OAB. Ontem, foi a vez de José Serra. Ainda hoje, os conselheiros vão ouvir Marina Silva, do PV. A candidata Dilma Rousseff, do PT, não irá participar.
 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 15, 2010 em Uncategorized

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: