RSS

MUSEU DE PESCA EM SANTOS ABRE AO PÚBLICO A PARTIR DO DIA 9

30 dez
Durante o período de 9 de janeiro a 10 de fevereiro, o Museu de Pesca abrirá ao público de quarta a domingo, das 11 às 19 horas.
 Principais Atrações do Museu de Pescahttp://www.pesca.sp.gov.br/imagens_museu/5
 
 
Sala dos Tubarões

Abriga diversas espécies de tubarões e arraias da costa brasileira. Os exemplares aqui expostos foram obtidos através da pesca comercial, ou são animais que “encalharam” em praias do nosso Litoral. Dois exemplares de tubarão Anequim (Isurus oxyrinchus), foram encontrados, em épocas distintas em praias da região e vieram compor o acervo do Museu.

Aqui também podemos conhecer a menor espécie de tubarão do mundo (o tubarão anão, com 25 cm de comprimento quando adulto), além de conhecer aspectos da reprodução dos tubarões e suas diferentes utilizações em nosso cotidiano. http://www.pesca.sp.gov.br/imagens_museu/4 

Sala das Tartarugas
Abriga as diferentes espécies de tartarugas que ocorrem no Litoral Brasileiro. São expostas quatro, das cinco espécies que utilizam as praias brasileiras para desovar. A tartaruga Verde, a Cabeçuda, a Pente e a Oliva. As tartarugas que se encontram aqui no museu  são resultado de interações antrôpicas negativas, tais como a pesca com redes de emalhe e/ou ingestão de lixo jogado pelo homem no mar.

Sala dos Mamíferos Marinhos

Um esqueleto de Baleia Fin (Balaenoptera physalus) é a maior atração do Museu de Pesca. Esta ossada pesa 7 toneladas, apresentando um comprimento de 23 metros. A Baleia Fin vive aproximadamente 90 anos, sua gestação é de 11 meses e alimenta-se de Krill, um mini crustáceo encontrado nos Pólos. Esta espécie de baleia esta quase  extinta, devido a caça predatória e a poluição dos mares.

Leão marinho (Otaria flavescens). Pode medir 2,5 m o macho e pesar 300 Kg, e a fêmeas medir 1,8 m e pesar 144 Kg. Geralmente encontrados em águas geladas, sendo encontrado desde o norte do Peru a Oeste da América do Sul até o Sul do Brasil. São animais robustos, de focinho curto e orelha pequena.
Lobo Marinho Arctocephalus australis
Toninha Pontoporia brainvillei
Foca Caranguejeira Lobodon carcinophagus
Cachalote Anã Kogia sp.

Sala de Areias e Conchas

O Brasil possui mais de 8.000 km de litoral, com mais de 2.400 praias sinalizadas no Guia Quatro Rodas. Imagine uma coleção com amostras de areia de cada praia do litoral brasileiro. A coleção areias de praias brasileiras, em exposição no Museu, permite ao visitante conhecer um pouco deste fantástico universo. Mais informações podem ser obtidas através do site www.areiadepraia.com.br .Em paralelo, nesta sala, o visitante ainda poderá conhecer uma exposição de conchas com mais de 300 especimes em modernas estantes que valorizam cada concha em termos de visualização e informações.


Sala das Aves

Diversas aves (atobas, petreis, albatrozes, pinguins…) expostas, inclusive algumas pecas na forma de esqueletos, permitindo a visualização da complexidade da estrutura óssea das aves.


Ala Lúdica Petrobrás

integrada por três salas : a Sala do Mar, a Sala do Barco e a Cabine do Capitão, essa Ala funciona como o palco para um diálogo com as crianças, misturando realidade e fantasia. Onde o pensar, o sentir e o querer (a ação) podem se expressar. A equipe do Museu de Pesca e os patrocinadores do espaço acreditam que “apenas o envolvimento lúdico permite internalizar uma mensagem, um conteúdo, de maneira a transformar comportamentos, a concretizar um processo de educação para o bem do ambiente e da vida”. Esse espaço, que ocupa aproximadamente 25% da área de exposições do Museu, recebeu investimentos da ordem de R$ 250.000,00, sendo seu patrocinador master a Petrobras, que, mais uma vez, integrou-se a um trabalho em prol da formação da criança. Outros patrocinadores foram a Associação dos Amigos do Museu de Pesca e o próprio Governo do Estado de São Paulo.

A Sala do Mar apresenta um diorama com os seguintes ecossistemas representados:
Fundo Arenoso: 
Entre espaços de rochas e lama, o fundo marinho se preenche de areia fina. Areia que as águas e os seres agitam, esvoaçam. Mas, logo em seguida, ele se acalma e se deita, formando uma cama indecisa, ao mesmo tempo friável e firme. Sobre essa cama alguns repousam, se enterram e outros nadam.
Tubarões,  raias, linguados e outros peixes. Acima da areia, lulas; sobre ela, caranguejos. Um aparente deserto com seus oásis de rochas colonizadas.
Um pedaço de chão marinho espaçoso e charmoso. Um campo de busca para o mergulhador curioso. Que pode ser você.
Costão Rochoso: 
Onde as rochas, as beiradas de continentes e ilhas se precipitam no mar, surge o costão rochoso. Lugar de fixação, de resistência ao movimento das águas, de incontáveis espécies de vegetais e animais, o costão rochoso hospeda uma grande profusão de vida. Algas variadas, estrelas, anêmonas, moluscos, crustáceos e peixes (sargentinho, baiacu, moréia, garoupa, etc.) estão por aí. Ou aqui, sob os seus pés.
Reentrâncias, tocas, cavernas, tudo é duro substrato coberto pela intrincada teia da vida.

http://www.pesca.sp.gov.br/imagens_museu/8

Praia Arenosa:
Sob as águas rasas, ou nem tanto. Sob a ação de ondas e surfistas. Com mais ou menos areia a mostra, dependendo da maré, a praia arenosa é típica da orla da baía de Santos.
Enquanto caminhamos conversando, nos banhamos ou olhamos o horizonte, robalos, sardinhas e camarões nadam e tatuíras, corruptos e moluscos se enterram e se protegem do movimento. Apenas engano imagino que a praia arenosa abriga pouca vida. O que olhos não vêem foi porque a Natureza escondeu. É só procurar. Aqui mesmo tem.
Manguezal:
Grandes áreas entre marés ocupadas por árvores de mangue e afins, vegetais especializados em viver em solo instável (lama) e sujeitos a água salgada. São árvores de muitas pernas a sombrear um ambiente rico em peixes, crustáceos (o caranguejo-uçá é o mais conhecido), moluscos bivalves (o sururu, a ostra) e outros bichos. O manguezal é irmão da praia, filhos da mesma união entre a terra e o mar.
SERVIÇO

Ingressos: R$2,00
Estudantes: R$1,00
Crianças até 6 anos e idosos acima de 60 anos: Isentos
visitas escolares monitoradas, agendadas previamente pelo telefone: (013) 3261-5260;
orientação a trabalhos escolares nas áreas de ecossistemas aquáticos e pesca.

Endereço: Avenida Bartolomeu de Gusmão, 192 CEP:11030-906 Santos – SP
Fone: (013) 3261-5260/ 3261-5995
 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 30, 2010 em Uncategorized

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: